Humans of Prep Change: Conheça a Helena e sua trajetória até a aprovação no YYGS

Atualizado: Mai 23





Com o texto de hoje, daremos início a uma nova série de textos aqui em nosso blog. Essa série se chama ‘‘Humans of Prep Change’’ e com ela queremos contar a história de algumas das pessoas que fazem o Prep Change acontecer e transformar vidas. No artigo de hoje, conversamos com a Helena, que foi mentee do Prep Change no ano passado e atualmente é Admission Officer no programa.

O Prep Change é feito por pessoas e para pessoas, e por isso queremos mostrar quem são os Humans of Prep Change.

Yale Young Global Scholars (YYGS) é um programa acadêmico e de liderança da Universidade de Yale, nos Estados Unidos. Yale é umas das seletas 8 universidades que fazem parte do grupo Ivy League, e por isso possui um reconhecimento internacional do seu trabalho. Por conta disso, universidades como Yale criam programas para alunos do ensino médio, visando dar oportunidades educacionais para jovens talentos.

É um programa que dura 15 dias no verão do hemisfério norte (junho-setembro) e que reúne jovens de todo o mundo e que permite ao aluno escolher entre 4 objetos de estudo: Inovações em Ciência e Tecnologia; Literatura, Filosofia e Cultura; Política, Direito e Economia; Resolvendo Desafios Globais. Além disso, o programa também conta com bolsa de estudos por necessidade financeira.

Para conversar sobre a trajetória da Helena Garcia até sua aprovação na YYGS, a convidamos para uma entrevista. Aqui ela contará alguns fatos sobre o summer program e sua experiência. Confira nossa entrevista com a Helena! Conte-nos um pouco sobre você

“Meu nome é Helena Garcia dos Santos Silva, tenho 16 anos e passei no Prep quando tinha 15. Sou de Recife, Pernambuco, mas vivo atualmente em Olinda. Estudo em escola pública e estou no meu terceiro ano do Ensino Médio, mas quando fui aceita no YYGS (ano passado) estava no segundo ano.”


O que é o YYGS?

“O YYGS é um programa de verão da Universidade de Yale e que significa Yale Young Global Scholars (ou em Português Jovens Estudantes Globais da Yale). É um programa internacional, então eles aceitam alunos brasileiros, e você vai fazer o curso com pessoas que escolheram a mesma área que você. Existem 4 áreas: Literatura, Filosofia e Cultura (o meu); Política, Direito e Economia; Inovações em Ciência e Tecnologia; Resolvendo Desafios Globais. São 3 sessões, com opções de dia e de noite, por causa do fuso horário, eles pensam muito em como fazer com que esse curso seja bom para todos. Eu me identifiquei muito com o curso por causa desse cuidado com a comunidade. Existem dois tipos de deadline, eu me apliquei para a early decision e recebi o meu resultado em dezembro do ano passado.”


Como você ficou sabendo da YYGS?

“Na verdade esse meu primeiro contato com esse mundo de extracurriculares começou ano passado, que também foi quando eu descobri o Prep Change. Eles fizeram um workshop e convidaram um rapaz que tinha participado da YYGS em 2019, e foi aí que eu comecei a me interessar mais. Eu já tinha ouvido falar, porque quando a gente pesquisa, acabamos nos interessando por esses tipos de curso. O moço fez uma apresentação com fotos (antes da pandemia), aí como eu queria ter descoberto isso antes, mas foi quando eu fiquei encantada como as coisas aconteciam.” A YYGS antes da pandemia era presencial, mas como é agora?

“Esse ano vai ser, realmente, só na modalidade online. Eu acredito que como os Estados Unidos estão bem adiantados na questão da vacinação, ano que vem tem possibilidade de ser presencial. Em 2020 também foi só online.” Por que você se candidatou?

“Eu sempre quis um programa que me ajudasse a entender as minhas paixões e trabalhá-las melhor. Literatura foi algo que eu sempre gostei, inclusive eu tenho um livro publicado (Meninas que escrevem), era algo que fazia sentido pra mim. Sempre gostei muito de questionar, então a filosofia tinha super a ver comigo. Já a questão cultural, eu sempre fui muito inspirada pela cultura brasileira e vi o curso como uma oportunidade de conviver com outras pessoas e conhecer um pouco da cultura delas também.” Quem pode se aplicar?

“Eu, por exemplo, me apliquei quando estava no segundo ano pra fazer o curso no terceiro. As pessoas que podem se aplicar são aquelas que estão no segundo ou no terceiro ano do ensino médio do ano em que ele for ser ministrado.” Como funciona o processo de aplicação?

“É mais fácil do que parece, na verdade. Pelo menos para mim, que já estava acostumada, foi tranquilo. Não é algo que você precisa se martirizar muito. Ele vai pedir um exame de inglês (caso você tenha, não é obrigatório), suas redações, que são duas essays e duas short answers, uma recomendação do seu coordenador e pagar a taxa de inscrição.” Tem opções de bolsas?

"Sim, elas são por necessidade financeira. Eu recebi a bolsa Yale (que é a integral) e ela abrange tanto a mensalidade do curso quanto a taxa de inscrição. A universidade mandou algumas perguntas para a minha coordenadora e baseado nas respostas dela, eles definiram qual seria a minha taxa de bolsa.”


Infelizmente, nossa entrevista está chegando ao fim, tem algo a mais a acrescentar?

“Eu queria dizer pra você que está lendo que é possível. Toda a minha trajetória foi bem mais difícil comparado com as pessoas que a gente vê fazendo esse tipo de curso. Não é preciso fazer algo extraordinário, você só precisa fazer algo que você gosta e acreditar em si mesmo. Eu não acreditava que eu ia passar, mas eu me arrisquei e consegui.”


Gostaram da nossa primeira entrevista do Humans of Prep Change? Se sim, deixe um coraçãozinho para nós sabermos que vocês gostam desse tipo de conteúdo aqui no Blog Prep Change! Se tiverem alguma dúvida sobre o processo do YYGS ou algo sobre a Helena, comente que tentaremos te responder o mais cedo possível. Lembrando que o Humans of Prep Change sairá todos os sábados às 18h! Ative o alarme para não perder nem um post. Obrigada pela leitura e tchauzinho!

166 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo