Conheça o Pedro Arruda

Pedro Arruda tem 17 anos, é natural do Rio de Janeiro e é um dos Prep Changer da turma 2021. É apaixonado por business, paleontologia e se interessa também por aprender línguas estrangeiras. Esse ano, o Pedro foi aprovado para estudar Solving Global Challenges no programa pré-universitário de Yale - YYGS - e está pronto para embarcar para estudar na Verde Valley School, nos Estados Unidos. O Pedro acumula várias aceitações em Boarding Schools, incluindo Indian Springs School, The Knox School, The White Mountain School, Chapel Hill-Chauncy Hall School, Amadeus International School Vienna, Heidelberger Privatschule Centrum, International School of Tallinn, Senja Videregående Skole, Grenaa Gymnasium e EUC - Syd. Quer conhecer mais o Pedro, então continue lendo este post! :)



Como surgiu a ideia no exterior e, especificamente, o que lhe levou a aplicar para as Boarding Schools?

Sempre tive interesse em estudar fora, desde novinho. Inicialmente eu tinha muita vontade de fazer faculdade no Japão. Na época, eu ainda não tinha conhecimentos sobre intercâmbios de ensino médio e muito menos de Boarding Schools.

A primeira boarding school que tive conhecimento foi a UWC, quando estava no oitavo ano. Uma colega minha de escola comentou casualmente enquanto voltávamos pra casa de metrô e eu imediatamente me interessei pela oportunidade. A partir disso, eu conheci o canal da Louise Ferreira por onde ela compartilhou a experiência dela como aplicante, e por consequência conheci o prep change e o mundo das Boarding Schools.

Acho que o que sempre me intrigou sobre as boarding schools é a tamanha diversidade que elas apresentam, onde você pode conhecer pessoas do mundo inteiro com diversas culturas, crenças e backgrounds unidos em um lugar só. Viver uma experiência transformadora como essa foi o fator que mais me motivou a aplicar.


De que forma o programa de mentorias do Prep Change lhe ajudou durante a sua jornada de aplicação?

Literalmente de todas as formas possíveis. O prep change elevou totalmente meus conceitos sobre o significado de comunidade, cooperação e ambição. Eles me mostraram passo a passo o que os admission officers iam esperar de mim no processo, e como superar suas expectativas.

O prep change me ensinou a ter a confiança de ser autêntico, ao invés de seguir um modelo sintético de avaliação. Me ajudou a agir com estratégia no application, e esteve lá me dando suporte do início ao fim.

A mentoria do prep também foi essencial para o autocuidado durante o processo. As conversation calls semanais eram um dos pontos mais altos da minha semana, às vezes indo até de madrugada. A gente ria, chorava, filosofava, compartilhava nossas experiências… ter pessoas ao seu lado que estão passando pelo mesmo que você e que se unem para se ajudar foi uma das melhores coisas que o prep change poderia ter me proporcionado.


Qual o momento mais marcante que você passou fazendo parte da comunidade do Prep Change?

A welcome meeting do ciclo de 2021 sem dúvidas foi a experiência mais marcante que tive no prep change. Lembro claramente do meu sentimento contagiante de animação (e olha que era oito da manhã de um sábado, hein) em poder fazer parte daquela comunidade, de ver pela primeira vez o rosto de futuros grandes amigos, e maravilhar sobre um futuro em que eu e meus colegas estaríamos todos em suas boarding schools.

Qual foi a sua primeira aprovação internacional? E qual foi aquela que te deixou mais surpreso?

Minha primeira aprovação internacional foi em uma Boarding School na Dinamarca chamada EUC _ Syd, no dia 11 de Fevereiro de 2022. Eu tinha acabado de fazer a entrevista para a escola, e surpreendentemente recebi minha acceptance letter 15 MINUTOS depois. Estava em choque. Corri para contar para meu pai, foi uma alegria!

Porém, a acceptance que mais me deixou surpreso foi da Amadeus International School Vienna! Não imaginava que pudesse passar em uma escola tão concorrida quanto essa, ainda mais com uma bolsa de aproximadamente 90% (sendo que eles normalmente oferecem no máximo 50%). É algo que acredito que sempre me deixará orgulhoso.

E também não posso deixar de citar a Verde Valley School, que é a escola para onde irei e que me ofereceu uma bolsa de quase 100%. Além de ter ficado surpreso com o tamanho da bolsa, fiquei impressionado com a rapidez que consegui, já que enviei meu application e fiz a entrevista no dia 02/03/2022 e recebi meus resultados dia 10/03 do mesmo ano.


Você já surtou com alguma application? Qual e como você lida com a saúde mental nesse processo?


Com certeza! Acho que o período que eu fiquei mais ansioso foi no finalzinho de 2021, pois tinha aplicado para alguns summer programs no exterior e fui rejeitado em todos. Foi um baque para mim, passei uma semana inteira muito triste, me sentindo insuficiente e com vontade de desistir do processo.


Mas ergui a cabeça e fui à luta! E como sou grato por isso. Se eu tivesse dado ouvidos às minhas inseguranças e frustrações, não estaria onde estou hoje. Não teria sido aprovado em +10 boarding schools, não teria participado do YYGS, não teria fundado meu novo projeto que amo tanto, e não estaria indo pros Estados Unidos em um mês…


O application me ensinou a ter resiliência e perseverar pelos meus objetivos. A ter um otimismo inabalável e vamo que vamo! Acho que para quem está nesse processo, é essencial buscar uma rede de apoio em pessoas que aplicaram ou que também estão aplicando, além de reservar momentos para o lazer (somos seres humanos) e lembrar de curtir o processo. Não se compare, dê seu melhor e o que tiver que ser vai ser!

Já estamos chegando ao fim :( Última pergunta: por que você acha que todo o processo de application vale a pena, pensando além das aprovações?


Você cresce absurdamente ao longo desse processo. Na minha experiência como aplicante, aprendi a fazer meu currículo, ganhei experiência com entrevistas e cartas de motivação, me conectei com pessoas, treinei meu inglês, gerenciei e participei de projetos, conquistei autoconhecimento… e tudo isso em meus plenos anos de adolescência!

Sei como dói ouvir um não, principalmente quando se trata de nosso sonho. Mas outras oportunidades sempre vêm! Summers, Boarding Schools, Colleges, Masters… e no fim de tudo, você já vai estar muito mais preparado para todas essas oportunidades no exterior, além de conhecer mais sobre quem você é e onde você quer chegar.


Aos aplicantes desse mundão, eu desejo muita coragem, persistência e alegria para encarar esse processo. É desafiador, mas vai te transformar para o resto da sua vida!



Essa foi a nossa entrevista ;) Quer mais? Acesse o podcast às 14:00 que o Pedro fala como foi o processo de aplicação para para as Boarding Schools.


80 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo