Como dar o primeiro passo nas extracurriculares

Quando começamos a pensar no processo de aplicação para escolas ou universidades fora, muitos estudantes acabam tendo dificuldades na hora das extracurriculares, seja por não saber muito bem sobre, ou por não possuir muitas extracurriculares. Por isso, no post de hoje iremos entender um pouco mais sobre essas atividades e te mostrar como iniciar sua jornada no mundo das oportunidades.



Como começar


Pelo fato do sistema de admissão das universidades do Brasil ser completamente diferente de países como os Estados Unidos, muitos estudantes não entendem o que significa essa parte da application. Extracurriculares são basicamente atividades que você realiza fora da sua base curricular da escola, atividades como: tocar um instrumento, participar de uma olimpíada científica ou fazer um curso de verão.


Para começar, a melhor dica é que você inicie descobrindo seus interesses, dessa forma você irá conseguir realizar atividades que tenham haver com você e que tenham identificação com sua história e aspirações. Pesquise na sua escola e em mídias sociais algumas oportunidades, caso você goste de praticar algum esporte, comece a se dedicar nessa sua paixão, pois, os admissions officers valorizam muito mais o candidato que possui poucas atividades que você realiza com paixão, do que várias atividades que só servem para aumentar o seu currículo.


Como saber se estou no caminho certo


Às vezes você já está realizando uma extracurricular e nem percebeu, exemplo: Maria gosta muito de casos criminais, por isso decidiu criar um blog para falar sobre e postar suas descobertas na área.


Caso não tenha percebido, Maria está fazendo uma atividade extracurricular, que é muito boa por sinal, ela demonstra paixão, liderança e impacto, por isso antes de começar a procurar milhões de atividades só para preencher os espaços em branco, analise as que você já tem e depois parta em busca de novas.


Onde encontrar atividades


Hoje em dia por conta da pandemia, a maioria das oportunidades estão sendo realizadas online, por um lado isso é ruim, pois você deixa de viver a experiência presencialmente, mas por outro lado, torna-as mais acessíveis, use isso a seu favor!


Cada dia que passa surgem mais sites de divulgação de oportunidades para estudantes, por isso, com uma busca rápida nas redes sociais você já irá conseguir encontrar ótimas páginas. Toda semana são divulgadas novas oportunidades, fique atento, pois irá surgir uma que talvez combine com suas paixões. Também existem outras possibilidades para você iniciar sozinho, como por exemplo: criar seu próprio projeto social, aprender a tocar um novo instrumento ou iniciar uma pesquisa científica sobre um tema que você gosta.


Não existe somente trabalho voluntário!


É comum quando se começa a pesquisar sobre extracurriculares, encontrar muitas pessoas falando para você precisar realizar trabalhos voluntários, pois são essenciais no processo de candidatura. Porém, isso não é verdade! Fazer trabalho voluntário é algo para você fazer pensando nas pessoas que irá ajudar, e não pensando somente na sua aprovação. As escolas irão perceber se você está fazendo aquilo porque gosta ou por querer ganhar mais uma extracurricular. Muitos alunos que já passaram em universidades famosas, não fizeram trabalho voluntário, pois, isso não é uma regra.


Devo ter uma lista enorme de atividades para passar?


A resposta é definitivamente não! O mais importante de toda atividade que você for se envolver é que você demonstre o PLI (paixão, liderança e impacto), se você estiver fazendo algo com esses três fatores, tenho certeza que é a extracurricular perfeita!


O processo é longo e de muita dedicação, então sempre que estiver muito sobrecarregado, tire uma pausa para descansar e melhorar a sua saúde mental. Faça o que gosta e tudo irá começar a fluir, espero que tenham gostado do post de hoje, comente aqui embaixo: qual é sua extracurricular favorita?


67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo