Buscar
  • Theo Aldrighi

Aprenda como realizar uma boa entrevista com Maria Carol, mentora do Prep Change



Maria Carolina Zensen Simões, ou simplesmente Maria Carol, é mentora do Prep Change desde novembro de 2019. Sua trajetória inclui um ano de intercâmbio acadêmico na Itália através de uma bolsa de 100% pela ONG AFS Intercultura. Além de um curso de verão em História na Universidade de Cambridge na Inglaterra. Ela é parte da comunidade LALA (Latin American Leadership Academy) e trabalha com outras iniciativas de cunho social como Projeto Globalizando e a Olimpíada Nacional de História do Brasil (ONHB)




Maria Carol em seu intercâmbio na Itália


A entrevista é uma parte crucial do processo de aplicação para internatos no exterior. Através dela, você será mais que só uma lista de informações e se transformará em uma pessoa vivente com interesses, paixões e motivações..

Ao contrário do que muitos pensam, os melhores entrevistados NÃO são aqueles com mais carisma ou que são mais sociáveis. Os melhores são aqueles que dão respostas lógicas, substâncias e descritivas. É claro que a timidez não ajuda, mas falar demais será definitivamente um ponto negativo.

Assim como a maioria dos aspectos do processo de aplicação, a chave para uma entrevista perfeita é prática, prática e mais prática. Na frente do espelho, com amigos ou — preferencialmente — com alguém experiente que possa te dar um feedback específico (como um mentor do Prep Change, por exemplo).

Na hora de praticar e se preparar para a entrevista, se atente nos seguintes pontos:


Dicas para o ambiente


1. Background/Fundo


As entrevistas em 99,999% dos casos são online. Ou seja, elas serão feitas do computador da sua casa. Logo, é crucial que todo o espaço que a câmera enquadre esteja extremamente limpo e organizado.

Se você quiser ir além, você pode usar o fundo como um elemento para enriquecer sua apresentação. Por exemplo, caso você toque algum instrumento, coloque-o atrás de você de forma que a câmera também veja. Mapas-múndi, estantes de livros e posters são sempre boas ideias.

2. Iluminação


Confira se o seu rosto e fundo estão bem iluminados. Os entrevistadores sempre gostam de ter uma boa olhada nas suas expressões faciais. Se preciso, coloque um abajur atrás do notebook.


3. Pontualidade


Você só tem uma chance para ter uma boa primeira impressão! De preferência, chegue no link da chamada de vídeo com pelo menos 3 minutos de antecedência.


4. Ruídos de fundo


Você não quer que o latido do seu cachorro atrapalhe a sua entrevista, certo? Escolha um lugar quieto, avise seus familiares que você estará fazendo uma entrevista e peça-os para que não te atrapalhe.


Uma vez com bom fundo, iluminação e pontual, prepare-se para as perguntas!

Depois de fazer várias entrevistas, você começará a perceber que a grande maioria das perguntas são padronizadas. A entrevista geralmente começa com um ‘’tell me about yourself’’ e termina com o entrevistador perguntando se você tem alguma dúvida/pergunta sobre o programa.

A partir da minha experiência pessoal, elaborei uma lista com essas perguntas extremamente comuns em entrevistas:


Perguntas-padrão de uma entrevista

  • Tell me a bit about yourself

Essa pergunta dará o pontapé inicial da conversa. Tente evitar os clichês… Os entrevistadores falam com dezenas de candidatos toda semana, diga algo que te faça memorável! Como exemplo, seja criativo e se compare com um livro, filme ou animal; uma borboleta que gosta de voar, viajar e conhecer diferentes culturas, um leão que é leal e corajoso para aqueles que são seus amigos, etc.

  • How would a friend describe you?

Pergunta parecida com aquela a acima.

  • How do you see yourself in 5 years? Where and what would you like to study in college?

Mostre seus planos únicos! Mencione tanto seus planos pessoais quanto profissionais. Você não precisa ser muito detalhista, mas mencione a área (educação, STEM, etc) que você gostaria de atuar e o porquê.

  • Why would you be a good fit for our Institution? Why are you interested in our program?

Essa é a sua chance de mostrar que você fez uma pesquisa aprofundada sobre a Instituição e que você realmente adoraria ir para lá! Dê uma resposta descritiva (que mostre o seu conhecimento sobre o programa) e relacione com os seus interesses pessoais. Considere mencionar aspectos específicos como school facilities, localização, cultura da escola e o programa oferecido.

Por exemplo: ‘’I have seen on your website that you offer History HL (High Level) in the IB program and, since I plan to take History as my major...’’

  • What is your biggest passion? What drives you?

Show, don’t tell! Demonstre suas paixões a partir de experiências da sua vida! Dê o máximo de exemplos que você puder. É uma boa ideia começar essa resposta com uma frase de abertura, partir para um bem explicado exemplo e terminar resumindo tudo o que você disse. Também é muito importante mostrar muita motivação e o papel que a escola/programa desempenhará para apoiá-lo.

  • What have you already done to achieve those goals?

Esse é um bom espaço para citar suas extracurriculares, trabalhos voluntários e prêmios!

  • What is your favorite book? Who is your hero?

Evite clichês, seja criativo e único!

Você pode usar essa parte para dar mais enfoque as suas paixões e interesses. Por exemplo, caso a sua paixão seja educação, cite Malala ou Paulo Freire e explique a importância dessas figuras na sua formação.

  • Do you have any questions for us?

Como já dizia o nosso caro Voltaire, “um homem deve ser julgado mais pelas suas perguntas do que por suas respostas”.

Essa parte é de extrema importância no seu processo de aplicação. Ter de 3 a 5 perguntas específicas e profundas é a chave para qualquer entrevista bem sucedida.

Você pode escolher perguntar algo pessoal ao entrevistador como: ‘’What do you wish you would have known as an incoming freshman?’’ ou ‘’I read about (insert popular on-campus event or tradition). Have you participated? What's it like?’’.

Ou uma dúvida que surgiu a você durante a sua pesquisa sobre a escola. Por exemplo, ‘’In the IB Program we all have to develop a CAS (Creativity, Activity and Service) project. Which were the most impactful projects that alumni have developed?’’


Essas são as perguntas-padrão em uma entrevista segundo a minha experiência, mas não baixe a guarda só porque você as conhece! Fique sempre atento e preparado para eventuais surpresas. Para qualquer pergunta que eles te façam, se atente aos seguintes pontos:


Dicas gerais sobre perguntas


1. "Don’t tell, show!"

As respostas mais impactantes e efetivas NÃO são aquelas que você descreve mil e umas habilidades suas. E sim aquelas que você narra experiências passadas da sua vida que demonstrem que você possui tais habilidades.


2. Seja coerente e conciso

Falar demais não é falar bem. Exemplificar é importante, mas não exagere. Seja sempre lógico e use palavras descritivas para enriquecer sua resposta.


3. Combine com a sua application


Não se esqueça que você já mandou um material previamente para a instituição. Relacione suas respostas com as experiências que você já relatou.


Se você leu todas essas dicas e está disposto a colocá-las em prática, tenho certeza que você se dará bem em todas as entrevistas que você faça! Caso queira se aprofundar nas pesquisas, aqui eu deixo uns links de fontes preciosas sobre técnicas de entrevista:





ENDEREÇO

HORÁRIO

CONTATE-NOS

São Paulo, Brasil

Seg - Sex:

08:00 - 17:00

  • Branca ícone do YouTube
  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Instagram Branco
  • Branca Ícone LinkedIn

© 2020 por Prep Change

#prepchange (5)_edited.png